Futebol

Eu sempre fui bem fria quando a questão é futebol. Assistia de longe e prestava mais atenção às reações dos torcedores que aos jogos em si, como se fosse uma observadora internacional em uma guerra ou uma antropóloga vivendo temporariamente em uma aldeia de algum povo exótico. Mesmo nas copas do mundo, assistia mais pela farra, pelo clima de empolgação internacional do que pelo esporte em si. Mas eis que me vem essa experiência de morar fora unida ao fato de ser casada com um torcedor de corpo e alma: aconteceu o inesperado, o impensado, eu me envolvi.

Foi hoje, quando assisti a Corinthians e Santos. Foi um jogo muito tenso e, como me explicaram os que estavam comigo, brasileiros mais que iniciados e americanos iniciantes, bonito. (Eu não sei opinar sobre isso exatamente porque, como já disse, não entendo futebol.) E, dessa vez, pude perceber, havia enredo. Um time faminto tentava alcançar a glória. Era o herói dessa novela. Contra ele, um lindo galã. E, do modo que eu vi, era mal, um lindo galã vilão.
Antes disso tudo, a atmosfera talvez tenha me pegado. Primeiro me diverti muito com as pessoas que estavam no mesmo salão de bar que eu e gritavam coisas malucas e engraçadas. Também há o fato de estar longe do Brasil, carente de coisas que são caras ao meu país. Depois, eu consegui enxergar essa trama. Daí, elemento externos à dualidade herói faminto versus galã vilão tirou meu fôlego — um meteoro que atingiu a Terra (um capacete da PM jogado no campo), e “fez-se a escuridão”. Eu tremi, prendi o fôlego, coração disparou. Torci pra que terminasse logo, angustiada. Daí, me veio a pergunta: virei torcedora?
Xi, acho que virei.
Ah, então é por isso que as pessoas sofrem. É por isso que acordam tensas no dia do jogo importante. É por isso que vibram quando o vilão faminto consegue chegar a um banquete. Faz sentido.
Não sei se isso vai durar, se vou comprar camisa do time, se vou assistir aos próximos jogos com atenção e tensão. Mas que esse jogo hoje me pegou, ah, pegou.
Esta entrada foi publicada em junho 14, 2012 às 12:25 am e está arquivada sob Uncategorized. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

4 opiniões sobre “Futebol

  1. Marina em disse:

    bem-vinda, Belle. Vai, Curíntia!

  2. Ligia em disse:

    Não, Zaza. Não me diga que vc virou corintiana, apenas isso não. Não é vc. Pá pá! (dei tapas na sua cara para te despertar).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: