Beleza americana

Atenção mulheres do meu Brasil varonil,

Já pensou passar seis meses sem ir ao salão de beleza? Eu nunca tinha pensado, nunca desejei. Sou supercontra esse tipo de sacrifício, acho que não leva ninguém a lugar nenhum. Mas são tempos difíceis na América, é preciso economizar. E acabou que passei seis meses eu  mesma cuidando da minha própria beleza. Não foi fácil, não me orgulho eu sofri, mas superei, e aqui escrevo meu relato emocionado.

Espero que sirva de exemplo (anh?) para que vocês jamais pensem em passar por isso.

Att,

Paulão

* * *

“Eu sou mulher. Gosto de ser mulher e nunca pensei em ir ao Marrocos mudar de sexo. Mas, de repente, foi acontecendo.

Primeiro foram as unhas, prejudicadas por tanto produto de limpeza, pelo meu empenho de erguer uma casa com meus próprios braços, graças à política severa Do it yourself dos Estados Unidos. Depois, a pele. O pé ficou cascudo, a mão, quase ferida de tão seca. O rosto encheu de espinha. E, o tiro de misericórdia, os pelos. A começar pelas sobrancelhas. De uma espécie de Malu Mader radical, com muito ácido, vi uma triste transformação se dar em mim até reconhecer no espelho uma versão do que seria a filha do Primo Coisa com a Frida Kahlo. 

Nos EUA, para depilar a axila como fazemos no Brasil gasta-se a bagatela de US$ 50 aproximadamente. Para fazer tudo o que é preciso mensalmente em termos de depilação, como fazemos nos salões brasileiros, sairia por cerca de US$ 250. Infelizmente, eu sou uma mera freelancer que só não vive de brisa porque, afinal, o vento aqui é mais forte. Mas isso não podia continuar assim.

Aos poucos, as coisas foram mudando. Primeiro conheci Nads e Nair, que bem que poderiam ser duas depiladores irmãs mineiras, mas na verdade são faixinhas melecadas de cera. É preciso perseverança, coragem! Estica a pele, cola o papelzinho, fecha os olhos e puxa! E, depois da quinta vez, vai-se pegando o jeito.

Depois, encontrei as maravilhosas lojas asiáticas de artigos para as unhas. Descobri que, nos EUA, a manicure que vive adormecida dentro de você uma hora vai acordar. E, não duvide, se um dia eu aparecer com unhas zebradas, fruto de minha própria arte.

Neste fim de semana, minha grande vitória: a sobrancelha. Dessa, eu sempre tive medo. Tinha o hábito de ir consertando um pouquinho aqui, um pouquinho ali, com a pinça que ficava no carro, quando o sinal fechava, pelo retrovisor. Até que um dia… PAM-PAM: eu virei o Thom Yorke. Mas, se existe uma Santa Padroeira dos Salões de Beleza, ela baixou em mim e a coisa melhorou. Consegui dar uma limpada e agora tenho não só uma, mas DUAS sobrancelhas!

Agora, o cabelo, esse não teve jeito. Fui no lugar que funciona como uma espécie de catedral do hipsterismo chicagoano e disse pra gata que me atendeu: faz o que você achar que vai ficar legal. Hoje, tenho uma franja formada por 50% do meu cabelo, o que foi uma surpresa estarrecedora, mas ao menos me sinto mais mulher.

E, claro, tô economizando em tudo pra voltar lá em três meses. Esse sacrifício eu não faço mais nem que a vaca faça bigudinho!”

Primo Coisa: era assim que eu me sentia

Esta entrada foi publicada em fevereiro 15, 2012 às 9:46 am e está arquivada sob Ai esse comportamento!, Chicago, Neurose, Vida na América. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

2 opiniões sobre “Beleza americana

  1. Quando eu tive Guga, eu meio que mudei de sexo. Só voltei ao “mundo mulher nova, bonita e carinhosa” quando Guga viu a Maria Bethania e achou que era eu e quando alardeou o meu bigode num vôo lotado da TAM. Ai não teve jeito, para ele não me chamar de papai, botei a mão na massa.

  2. hahahahaahahaha!!
    Evie, morry!! Adorei!! hahahahahahaaha Apesar de a Bethânia ser TUDO, não dá pra confundir, neam?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: