No news good news

A última coisa que eu queria quando esse blog foi criado era que ele tivesse uma cara de “meu diário”. Seis meses depois, vejo que dei uma fracassada esperta nesse objetivo e culpo a minha situação de expatriada e solidão pelo tom confessional.

É claro que todas as coisas novas que eu vi, e tudo de diferente que eu vivi, ocuparam a minha cabeça e foi difícil pensar em outra coisa pra desenvolver aqui.

Assim como a Helô quando criou o Caracteres com Espaço, eu queria, principalmente, voltar a escrever. E, pra isso, esse blog foi muito, muito bom e não chegou nem perto do fracasso. Nos últimos cinco anos, eu apenas editei textos, o que pode ser bem maçante, frustrante. Escrever de novo, principalmente sem ter um compromisso à pauta, foi como quando o Indiana Jones achou a Arca Perdida. De-mais.

Mas aí eu fui ficando meio deprê com a mudança de vida muito drástica, a falta do que fazer, a distância dos meus amigos, e eu acho que de Indiana Jones esse blog ficou meio Batman, o cavaleiro das trevas. E aproveito para fazer um mea culpa e me desculpar, porque ler o blog de alguém triste, pra baixo, é como aguentar aquele amigo chato, que reclama da vida o dia todo. A diferença é que o autor do blog pode não ser seu amigo e você nunca mais voltar ao endereço.

Bem, voltando ao fio da meada, o que eu quero é explicar esse interlúdio do mês de dezembro. Eu sumi porque vivi. Acho que me bateu um Paulo Vanzolini, eu levantei, sacodi a poeira e dei a volta por cima. Muita, muita coisa aconteceu. Eu trabalhei bastante, fui aceita na universidade, li coisas ótimas, recebi um amigo querido em casa, visitei um set hollywoodiano, conheci o James “mão feia” Franco, foi zoada pela Rachel Weisz, fui ao México onde descobri o segredo dos Maias, tomei banho no Mar Caribe e comi e bebi margaritas até explodir e agora eu estou de volta. Quero escrever mais, e, se possível for, menos sobre mim.

Ah, e last but not least, um lindo 2012. Que, acima de tudo, ele seja generoso e divertido!

Ah, o prazer de escrever! Indiana Jones bem sabe do que estou falando

Esta entrada foi publicada em janeiro 5, 2012 às 11:07 am e está arquivada sob Vida na América. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

6 opiniões sobre “No news good news

  1. bobbie em disse:

    Como a Rachel Weisz de zoou?

  2. Pois eu, como sua amiga, fico é querendo saber mais de vc, de suas impressões e de como tem sido a vida aí…
    Ah, e “sumi porque vivi” é ótimo!
    Beijos

  3. é uma mão tipo tenebrosa? ele poderia ter cortado na vida real??

    • great minds think alike, gato! eu inclusive fiz essa piada! hahaha
      olha, não chega a dar nojo, mas eu não tenho o mesmo tipo de cobrança com estrelas de Hollywood e mortais, sabe? ele podia ter apresentado algo melhor.

  4. Gata, sobre você ou não, continue escrevendo. Pois, só assim eu sei de ti.

    Cheiros!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: