Toc de momento histórico

Certas pessoas sofrem de um mal conhecido como “toc de momento histórico”. Para quem não sabe o que isso é, vai a explicação: o transtorno obsessivo compulsivo de momento histórico faz com que o portador do distúrbio perca a noção dos problemas que acometem o mundo em um determinado período. Em vez de perceber uma crise, o obsessivo vive uma certa euforia gerada pelos acontecimentos e por se sentir testemunha da história. O mundo está caindo e, você pode até se preocupar um pouco, mas em geral fica ali no meio, amarradaço.

Para os portadores do toc de momento histórico que chegaram nos Estados Unidos em agosto de 2011, o país é um prato cheio. Liga a televisão pra você ver – é só crise, crise, crise. Agora que a celeuma do teto da dívida do governo foi resolvida (essa eu perdi, saco!), todo mundo fala MUITO MAL do Obama. Um séquito de loucos republicanos e até os mais progressistas, como o Paul Krugman, que no fim de semana falou que o Obama errou o tom por perder tempo com a questão da dívida, em vez de pensar numa política de empregos. Daí o Obama leu no clipping e resolveu falar sobre isso na sua tour de busão pelo Meio-Oeste em busca da popularidade perdida. E TODOS os sites e canais de TV tão histéricos com isso.

Isso sem falar nos outros presidenciáveis. É como se a crise da economia americana tivesse antecipado a campanha eleitoral. Tem espaço pra todo mundo, do menos ao mais louco. E pode meter Deus no meio que tá tudo bem!

O mais excitante (para o portador do mal descrito no primeiro parágrafo; para pessoas normais, o correto seria dizer louco) é ver tudo isso acontecendo aos Estados Unidos. Pra quem cresceu no Brasil de Sarney e Planos Cruzados e Cruzeiros, é quase como se você tivesse tomado um ácido.

* * *

Falando tanto na dívida (debt, debt, debt), começou a rolar um trailer na TV de um filme que chama…The Debt! Não tem nada a ver com a crise dos EUA, mas pareceu piada ver o filminho no intervalo do Anderson Cooper na CNN. O trailer tá aqui.

Este post foi publicado em agosto 17, 2011 às 10:41 pm. Ele está arquivado em História, Obama e marcado . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: